quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Experiências missionárias - uma breve conclusão para 2016

2016 terminou. Em novembro, completei um ano de missões (bem intensas) em Lagoa Salgada. Este realmente foi um ano diferente dos outros que já vivi, no qual tive a oportunidade de pastorear uma igreja praticamente sem a ajuda do meu esposo, o pastor Wendell.

Até antes do momento de assumir esse trabalho na cidade de Lagoa Salgada, sempre trabalhamos perto um do outro, nunca precisamos nos separar ministerialmente.

Posso atestar que esta separação não foi fácil. Tive que começar tudo do zero, com uma igreja pequena, porém, sem muita ajuda, e cheia de novos convertidos.

Muitas vezes precisei de pessoas com conhecimento na palavra para me ajudar nos vários serviços eclesiásticos, e não tinha ninguém. Tudo tinha que ser eu, eu e eu mesma.

Poucas vezes recebi ajuda dos irmãos que congregam em Passagem de areia-Parnamirim, não porque eles não quisessem, mas, porque a disponibilidade deles era pouca mesmo, devido aos afazeres seculares.

Precisei de uma equipe compromissada com Senhor, com o coração aberto para missões, que tivesse o desejo de anunciar o Reino, e que me desse apoio nesse trabalho aqui no interior do RN, e não tive.

Não faltaram orações. Eu pedi ao Senhor. Cheguei até mesmo a anunciar aos irmãos das outras congregações do ministério que fazemos parte, e até de outros ministérios, mas, as pessoas não foram tocadas ou não puderam ajudar.

De qualquer maneira, agora não é mais necessário. O meu tempo de trabalhos intensos naquela cidade está chegando ao fim, e o Senhor está preparando a mim e meu esposo para uma nova fase ministerial.

Depois de tudo, Deus acabou me mostrando que a graça d'Ele é o bastante, com ajuda ou sem ajuda de pessoas. Fiz o que tinha para ser feito, o que estava ao meu alcance, e o Senhor está fazendo a parte sobrenatural. Entregamos o prédio da igreja, por não termos entradas suficientes para manter o aluguel, e agora estaremos naquele município apenas de 15 em 15 dias, cultuando ao Senhor nas casas dos irmãos. Será tudo ainda mais simples, mais será da forma como Deus está nos permitindo continuar.

Sem dinheiro suficiente e sem uma equipe de pessoas com conhecimento da palavra de Deus e compromissadas com Ele para dar suporte, ficou muito complicado continuar com o modelo de "igreja normal", com cultos de oração, serviço musical, aconselhamento, visitação, escola bíblica, depatamento infantil, etc..

Só tenho a agradecer ao Senhor por tudo o que aconteceu. meu marido e eu crescemos muito, aprendemos bastante. Vidas receberam ao Rei Jesus Cristo como Senhor e suficiente salvador, e começaram a ser transformadas naquele lugar.

Investimos alto na obra de Deus, não só financeiramente, mas, com nosso tempo, todo o nosso conhecimento, nos colocando à disposição da anunciação do evangelho da salvação em Lagoa salgada. E não vamos parar, iremos continuar, com a permissão do nosso Senhor, mas, de uma forma diferente da inicial. A vontade d'Ele é perfeita. A boa notícia do Reino continuará sendo anunciada em Salgada.

Obrigada Senhor querido, pelo ano de 2016. E agradeço também por nos permitir continuar a anunciar o evangelho da salvação em 2017.

Pastora Oriana Costa.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo(a) ao Blog Sala Gospel. Sua mensagem será avaliada e se obedecer aos critérios de boa conduta será postada em breve. Agradecemos a compreensão.

Sigam-me - Considerações sobre Mateus capítulo 4 - Parte 3

 Em breve mais uma postagem. Aguardem! ☺️