domingo, 16 de maio de 2021

Muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo! - Mateus 24 - Parte 2


Tendo Jesus se assentado no monte das Oliveiras, os discípulos dirigiram-se a ele em particular e disseram: "Dize-nos, quando acontecerão essas coisas? E qual será o sinal da tua vinda e do fim dos tempos?" Jesus respondeu: "Cuidado, que ninguém os engane. Pois muitos virão em meu nome, dizendo: ‘Eu sou o Cristo!’ e enganarão a muitos. (Mateus 24:3-5)

Após sair do templo em Jerusalém e chegar ao Monte das oliveiras, Jesus começa a explicar mais detalhadamente aos seus discípulos alguns assuntos sobre os quais Ele conversara com eles anteriormente.

Antes mesmo de chegar ao monte, enquanto estava do lado de fora do templo, o Mestre havia começado a falar novamente sobre as coisas que aconteceriam antes da segunda vinda dele, um desses acontecimentos seria a destruição de Jerusalém (leia em Não ficará aqui pedra sobre pedra).

Curiosos para compreender melhor o que estavam ouvindo, os discípulos começaram a perguntar ao Senhor sobre qual seria o tempo em que os eventos preditos por Ele aconteceriam. Eles desejavam discernir, através dos acontecimentos, que o dia da Sua volta estava próximo, bem como o que aconteceria no exato dia do seu retorno.

Desta forma, o Senhor começa explicando que, antes de qualquer coisa, eles deveriam ter cuidado com os "falsos cristos". Jesus alertou os discípulos que, após a Sua ressurreição e até o momento da Sua volta, surgiriam pessoas se passando pelo Messias, e tais indivíduos conseguiriam enganar muita gente, especialmente por causa dos prodígios que realizariam, somados, é claro, à lábia e ao carisma que apresentariam.

Assim sendo, um dos sinais que deverá permear os demais, e que aparecerá com frequência, segundo o alerta de Jesus, mostrando que se iniciou a contagem regressiva para a volta do Senhor, é o aparecimento de usurpadores do nome dele.

Isso acontecerá especialmente porque, à medida que o tempo passa, é comum que as pessoas se desesperem, devido aos acontecimentos infelizes desse mundo, e assim acabem esquecendo, ou mesmo não mais tendo acesso ao conteúdo das escrituras bíblicas. Essa situação deixa as pessoas vulneráveis, necessitadas de algo bom em que possam se apegar a fim de se consolarem em meio as suas angustias. E esta será a oportunidade que certos indivíduos terão de agir de má fé, a fim de conquistarem seguidores e sugar-lhes dinheiro.

Então, para não sermos enganados com relação a segunda vinda de Cristo, temos que saber como ela acontecerá. O próprio Senhor explicou aos discípulos como seria: Ele virá do céu, atravessando as nuvens e envolto em muita luz, e todos os habitantes da terra verão quando isso acontecer.

Portanto, no dia de seu retorno, o Messias não reaparecerá dentre as pessoas, vivendo num corpo mortal, e sim surgirá, de surpresa, nas alturas, num glorioso espetáculo de luzes e sons, cercado pelos seus exércitos celestiais.

É por isso que, mais à frente, Ele avisa:

Se, então, alguém lhes disser: ‘Vejam, aqui está o Cristo! ’ ou: ‘Ali está ele! ’, não acreditem. Pois aparecerão falsos cristos e falsos profetas que realizarão grandes sinais e maravilhas para, se possível, enganar até os eleitos. Vejam que eu os avisei antecipadamente. Assim, se alguém lhes disser: ‘Ele está lá, no deserto! ’, não saiam; ou: ‘Ali está ele, dentro da casa! ’, não acreditem. Porque assim como o relâmpago sai do Oriente e se mostra no Ocidente, assim será a vinda do Filho do homem. (...) todas as nações da terra se lamentarão e verão o Filho do homem vindo nas nuvens do céu com poder e grande glória. E ele enviará os seus anjos com grande som de trombeta, e estes reunirão os seus eleitos dos quatro ventos, de uma a outra extremidade dos céus. (Mateus 24:23-31)

Neste maravilhoso Dia, quando nosso Cristo surgir nas nuvens, onde toda a Terra o verá, também haverá um grande lamento geral em todo o planeta, pois será perfeitamente visível para todas as pessoas o momento da separação da nação do Reino de Deus dos demais povos do mundo. Os cidadãos do Reino serão levados para cima, com a ajuda dos anjos, e reunidos, nas alturas, à vista de todos, e isso causará um grande transtorno aos que ficarem.

No Antigo Testamento há alguns relatos desse acontecimento. Eles não mostram com clareza como será o momento da reaparição de Jesus, contudo dão pistas de que será um evento sobrenatural. Vejamos nos três trechos abaixo:

Naquela ocasião Miguel, o grande príncipe que protege o seu povo, se levantará. Haverá um tempo de angústia tal como nunca houve desde o início das nações e até então. Mas naquela ocasião o seu povo, todo aquele cujo nome está escrito no livro, será liberto. Multidões que dormem no pó da terra acordarão: uns para a vida eterna, outros para a vergonha, para o desprezo eterno. Aqueles que são sábios reluzirão como o brilho do céu, e aqueles que conduzem muitos à justiça serão como as estrelas, para todo o sempre. (Daniel 12:1-3)

O Senhor reina! Exulte a terra e alegrem-se as regiões costeiras distantes. Nuvens escuras e espessas o cercam; retidão e justiça são a base do seu trono. Fogo vai adiante dele e devora os adversários ao redor. Seus relâmpagos iluminam o mundo; a terra os vê e estremece. Os montes se derretem como cera diante do Senhor, diante do Soberano de toda a terra. Os céus proclamam a sua justiça, e todos os povos contemplam a sua glória.(Salmos 97:1-6)

Então o Senhor, o meu Deus, virá com todos os seus santos. Naquele dia não haverá calor nem frio. Será um dia único, no qual não haverá separação entre dia e noite, porque quando chegar a noite ainda estará claro. Um dia que o Senhor conhece. Naquele dia águas correntes fluirão de Jerusalém, metade delas para o mar do leste e metade para o mar do oeste. Isto acontecerá tanto no verão quanto no inverno. O Senhor será rei de toda a terra. Naquele dia haverá um só Senhor e o seu nome será o único nome. (Zacarias 14:5-9)

Já no Novo Testamento, tanto Jesus quanto os Apóstolos deixam claro que o momento da reaparição do Rei Jesus será um evento sobrenatural, jamais visto antes na terra. Nas cartas dos Apóstolos Pedro (2Pe 3:10) e Paulo (1Ts 4:15-18), observamos relatos esclarecedores desse acontecimento.

Quem não buscar verdadeiramente o entendimento do Reino de Deus certamente será enganado pelos falsos cristos e falsos profetas, que, à medida que o dia do retorno do Senhor se aproxima, irão surgir em todo o mundo com maior intensidade.


Texto: Missionária Oriana Costa 

Edição: Pr. Wendell Costa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo(a) ao Blog Sala Gospel. Sua mensagem será avaliada e se obedecer aos critérios de boa conduta será postada em breve. Agradecemos a compreensão.

Sigam-me - Considerações sobre Mateus capítulo 4 - Parte 3

 Em breve mais uma postagem. Aguardem! ☺️