sexta-feira, 28 de setembro de 2018

Meu devocional - Salmo segundo

Muitas pessoas entre as nações e seus governos investem contra Jesus Cristo perseguindo os cidadãos de seu Reino, desprezando sua palavra e ridicularizando sua autoridade, sem, no entanto, entenderem bem porque estão fazendo isso. 

Equivocadamente acusam a Cristo, culpando-o de agir com relação ao mundo com um julgo duro e colocar sobre as pessoas um fardo pesado. Porém, estão enganados pelo príncipe desse  mundo, Satanás. 

O Senhor Jesus, que vive e reina eternamente, está vendo e ouvindo essas coisas, e fazendo chacota de tudo isso. A verdade é que Ele foi estabelecido no trono do governo das nações para sempre, e ninguém pode tirá-lo de lá. O Pai entregou a Ele este encargo, dando-lhe todo o poder sobre a terra e os céus, para decidir acerca de tudo e julgar todas as coisas com rigor e imparcialidade, de acordo com os decretos estabelecidos pelo Pai Criador antes da fundação do mundo. 

Essa é a realidade que aterroriza os principados e potestades nas regiões celestiais, e que no dia do juízo será vista claramente em ação. 

Os que se tornam cidadãos do Reino de Deus discernem perfeitamente essas coisas e tem feito a sua parte, advertindo as lideranças da terra que reconsiderem e sejam prudentes; que procurem se aproximar de Deus e conhecer a Cristo, adorando-o e alegrando-se por causa dEle, pois nele está o livramento da destruição que se aproxima: aqueles que, se submetendo ao Maligno, não se arrependem da maldade e negam esta realidade, estão contra Cristo e já estão condenados para sempre. 

Felizes são os que nele se refugiam.

quinta-feira, 27 de setembro de 2018

Meu devocional - Salmo primeiro

Não seguirei os conselhos da impiedade nem me deixarei influenciar pela conduta pecaminosa, e nem irei me juntar aos que apontam o dedo para criticar e zombar.

Sou filha de Deus, amo a Sua justiça e por causa disso serei feliz para sempre, abençoada em todas as áreas da minha vida.

Minha plena satisfação está na justiça do Reino de Deus, e nela penso dia e noite. Neste mundo, andar na retidão da justiça de Deus faz com que eu seja como uma árvore frutífera plantada na margem de um rio que nunca seca: dou meus frutos no tempo certo e minhas folhas nunca murcham; sou próspera em tudo o que faço.

De modo contrário, quem segue a impiedade, fazendo suas próprias vontades, vive como a palha que o vento carrega e no fim de todas as coisas não sobreviverão ao julgamento.

Por isso, os que consentem com a maldade não permanecerão juntos para sempre dos que foram justificados pelo sangue de Jesus.

A diferença entre os que foram justificados por Cristo e os que não foram, é esta: os primeiros buscam conhecer a Cristo e alcançam vida para sempre, e os que vivem conforme seus próprios desejos somente aumentam dia a dia a maldade dentro de seus corações e seguem para a destruição sem se darem conta. 

sábado, 8 de setembro de 2018

O melhor sonho

Quando somos crianças nós queremos brincar, queremos comer algodão doce e ir ao parque; nessa época da vida o que mais queremos é diversão e muito movimento. E então, nós sonhamos em brincar o dia todo em todos os brinquedos do parque; nós também sonhamos em ganhar o brinquedo mais maravilhoso para nós, e também com os presentes que vamos receber no aniversário e no Natal. Os sonhos de uma criança são assim.

Aí, um dia nos tornamos adolescentes. Nossos sonhos mudam. Passamos a querer escolher nossas próprias roupas, e não queremos mais varrer a casa e lavar a louça como queríamos quando éramos crianças. Agora nós sonhamos em ir passear com nossos amigos no shopping, e o parque já não nos interessa mais. Sonhamos também em não ter que arrumar o quarto quando chegarmos em casa, e sonhamos com o momento em que vamos poder sair com os amigos para passear e voltar para casa a hora que bem quisermos. Os sonhos de um adolescente são assim.

Então, o tempo passa e nos tornamos jovens. Saímos do ensino médio e entramos na faculdade. Os que não entram na faculdade vão trabalhar. Agora, os sonhos são outros. Começamos a pensar em ter nossa própria vida, nossa independência. Então, sonhamos em conseguir um diploma universitário, um bom trabalho, um salário decente. Sonhamos encontrar alguém para casar e constituir família. E sonhamos também em viver grandes aventuras pelo mundo afora. Pois é, jovens sonham assim.

Depois, mais uns anos se passam, e ficamos mais velhos. Entramos na casa dos "enta" e outros sonhos começam a ocupar o lugar dos sonhos anteriores. Estamos cansados de muitas coisas, e sonhamos em parar um pouco para respirar, porque trabalhamos tanto e temos tão pouco tempo para descansar. Nós começamos a sonhar com a aposentadoria. Sonhamos com aquela viagem de férias prolongadas. Sonhamos com uma velhice tranquila.

Entre uma fase e outra da vida, muitos outros sonhos se formam dentro das mentes das pessoas. As que passam fome, sonham em poder comer bem todos os dias. As que não tiveram oportunidade de estudar, sonham em um dia poderem ir à escola e à universidade. As que não se deram bem no casamento, em encontrar alguém que lhe complete. As que não conseguiram ter filhos, sonham em um dia tê-los.

Outros sonham em ir assistir ao show do seu ídolo e poder conhecê-lo pessoalmente. Outros ainda sonham em poder viajar o mundo inteiro. Alguns sonham com o momento de reencontrar seus parentes distantes, outros não vêem a hora de ir embora e acabar com o sofrimento. Outros sonham em ficar curados e se verem livres das medicações, e outros sonham em conseguir pagar suas dívidas.

Nós passamos a vida inteira querendo, sonhando com muitas coisas. Se pararmos para pensar, vamos perceber que nossos sonhos vivem mudando, conforme mudam as fases e situações das nossas vidas. Eles mudam, e passam, assim como as circunstâncias. Podem se tornar mais intensos ou perderem a força de uma hora para outra. E eles podem se realizar ou não.

Ter sonhos e estabelecer metas faz parte da mente humana desde a infância. Porém, muitas vezes vamos precisar abrir mão deles, seja por um motivo seja por outro, porque, como disse há pouco, eles mudam conforme mudam as situações. O importante não é realizar todos os sonhos e cumprir todas as metas. O que mais importa em todo o processo da vida é saber lidar com a mudança de situação, pois elas mudam e com elas os sonhos e as metas. Se a nossa felicidade estiver em realizar sonhos e ter necessariamente que ver nossas metas cumpridas sempre, então seremos infelizes por toda a vida, e insatisfeitos com tudo.

O verdadeiro sábio põe sua confiança não em si mesmo ou em sua própria força, mas em algo que não mude, não pereça e seja eterno; ele põe sua confiança em algo que seja estável e que lhe dê segurança.

Já sabemos que o mundo e tudo o que há nele, inclusive nós mesmos, está mudando o tempo todo e é instável por natureza. Assim sendo, quem é de fato sábio constrói o alicerce da sua vida em Deus, pois esse é o único que não muda e não falha.

Quem está seguro em Deus, ainda que venha a adversidade, pois ela sempre acontece (mesmo que nos cerquemos de muitos esquemas para impedí-la), se mantém confiante, e seu principal objetivo não muda: pois o sonho único e constante dos que acreditam e confiam em Deus é poderem se encontrar com Ele, e estarem com Ele para sempre vendo-o face a face.

Missionária Oriana Costa.



O batismo de Jesus - Considerações sobre Mateus capítulo 3 - parte 2

Novo texto em construção. Aguardem a postagem! 😉👍🏻