sexta-feira, 22 de janeiro de 2021

Deixem as crianças conhecerem Jesus.

No evangelho de Mateus 19:14, estando Jesus na Judéia, logo após ter sido abordado pelos fariseus daquele lugar, Ele ordena que os discípulos deveriam deixar vir a Ele as crianças.

No capítulo anterior, na passagem que vai do versículo primeiro ao décimo quarto, Jesus também fala acerca das crianças, no entanto de uma forma mais abrangente, enfatizando a fase inicial da fé (veja o texto "O cuidado de Cristo com os iniciantes na fé).

Aqui, porém, o Senhor explica de uma maneira mais resumida porque não devemos impedir as crianças de conhecê-lo. De fato, elas servem como exemplo prático de como uma pessoa que está iniciando na fé deve se comportar com relação a submissão ao Pai Criador.

Como vimos no início do capítulo 18, o Mestre diz o seguinte:

"(...) a não ser que vocês se convertam e se tornem como crianças, jamais entrarão no Reino dos céus." (Mateus 18:3)

As crianças, de uma maneira geral, aprendem a se submeter a autoridade dos pais e se mantém obedientes às regras por eles impostas, pois entendem que passar por cima delas pode levá-las a serem castigadas. Além disso, na fase inicial da vida as pessoas ainda não tem seus corações contaminados com a maldade que opera no mundo, apesar de que, na carne, ela já esteja presente e operante.

Por estes motivos Cristo explica que "o Reino dos céus pertence aos que são semelhantes a elas". A situação que as crianças se encontram naturalmente, independente da cultura, religião ou condição social de onde estão inseridas, aponta para a maneira como um seguidor de Cristo deve se comportar, mantendo o seu coração limpo da maldade que opera no mundo e submisso à autoridade do Pai.

Muitas vezes, por falta de tempo ou por puro desinteresse, pais e responsáveis cristãos não se preocupam em apresentar Jesus e Sua obra redentora às crianças, e isso é um grande erro. Cristo deseja se revelar a elas e espera que os responsáveis por tais crianças façam o trabalho de apresentá-lo aos pequenos com clareza, tanto ensinando a palavra quanto lhes dando exemplo com suas próprias maneiras de viver.

Depois trouxeram crianças a Jesus, para que lhes impusesse as mãos e orasse por elas. Mas os discípulos os repreendiam. Então disse Jesus: "Deixem vir a mim as crianças e não as impeçam (...)." (Mateus 19:13,14)

Quando cuidadores (cristãos) são omissos em mostrar quem é Jesus às suas crianças, essas fatidicamente podem crescer sem nunca conhecerem ou experimentarem plenamente o Reino de Deus, e isso quer dizer que estão fadadas a sofrer com a operação da maldade que há no mundo por muito tempo ou por toda a vida.

E não somente isso, mas, ao deixarem de plantar a semente do Reino nos corações das crianças, essas pessoas também estão deixando de formar novos instrumentos que o Rei Jesus poderia usar para a anunciação da mensagem da salvação.

Ensinar a justiça de Deus aos pequenos, instruindo-lhes através da vida e obra redentora de Cristo, é de suma importância para que aprendam a não se contaminar com a maldade do mundo e também rejeitem com mais facilidade o mal que já está na carne. Os que se dedicam a esse trabalho certamente estão dando muitos frutos para Deus e serão grandemente recompensados.

Texto: Miss. Oriana Costa 

Edição: Pr. Wendell Costa




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo(a) ao Blog Sala Gospel. Sua mensagem será avaliada e se obedecer aos critérios de boa conduta será postada em breve. Agradecemos a compreensão.

O batismo de Jesus - Considerações sobre Mateus capítulo 3 - parte 2

Novo texto em construção. Aguardem a postagem! 😉👍🏻