quarta-feira, 6 de junho de 2018

JÁ OUVIU FALAR DO REINO DE DEUS?

Para quem ainda não sabe, o Reino de Deus é um lugar tão real quanto qualquer outro lugar que conhecemos no universo.

Ele é uma nação situada na dimensão eterna, e funciona semelhantemente as nações da terra; assim como os demais países que conhecemos, esse lugar possui governo, território delimitado, ar, água, terra, flora, fauna, clima, riquezas, população, habitações, ruas, meios de transporte, exércitos, a mais alta tecnologia, uma constituição, uma cultura e uma língua.

Lá não há maldade de nenhuma espécie. Lá também não existem hospitais ou clínicas, escolas ou universidades, bancos, comércio, cemitérios, penitenciárias, igrejas e as mídias e meios de comunicação comuns que conhecemos em nosso mundo, pois não há necessidade deles.

O regime de governo do Reino de Deus, como o próprio nome já declara, é monárquico absolutista e atualmente é exercido por um HOMEM(!) perfeito, o Rei Jesus Cristo, juntamente a outras duas pessoas: o Pai Criador e o Espírito Santo, para sempre(!) - pois como lá não há morte, Cristo assumiu esse trabalho perpetuamente.

O Reino de Deus já existia antes do nosso universo material ser criado, e seu primeiro embaixador e representante na terra foi Adão. Por causa do crime (inafiançável) que ele cometeu, perdeu sua cidadania nesse lugar e foi banido de lá (condenado à morte eterna), bem como toda a sua descendência gerada a partir do dia de seu delito até hoje. No entanto, Cristo nunca desejou a morte dos seres humanos.

Dessa forma, ele e o Pai criaram um acordo ou aliança onde qualquer pessoa pode ser justificada da herança desse crime cometido por Adão e livrada da condenação à morte na eternidade. Aderindo a esse acordo qualquer indivíduo pode ser devidamente justificado e NASCER dentro do Reino de Deus (essa é a única forma de entrar lá!), e assim adquire a cidadania nessa maravilhosa nação para sempre.

Como o Rei Jesus Cristo inicialmente não era um ser humano como nós, e não existe na terra nenhum ser humano que não carregue consigo a culpa de Adão, (pois todos somos seus descendentes) ele então precisou ser transformado em uma pessoa de carne e osso para assim fazer esse novo acordo com os homens ser válido, pois nosso universo está numa dimensão diferente daquela onde o Reino de Deus se encontra.

O Pai permitiu que Cristo obedecesse a todo o protocolo estabelecido na criação do mundo para que alguém seja um cidadão de Seu Reino: foi concebido e gerado no útero de uma mulher, tomou a forma humana e cresceu como um ser humano normal, porém, sem cometer nenhum crime contra a justiça de Deus.

Chegado o tempo de estabelecer o acordo em definitivo, Jesus designou doze pessoas (os mais novos representantes e ministros do Reino de Deus na terra, chamados de apóstolos) as quais instruiu devidamente acerca do Reino por três anos; em seguida, Cristo assinou junto com o Pai Criador a mais importante aliança de todos os tempos com uma caneta muito especial: a estrutura da caneta foi seu próprio corpo e a tinta dela o seu próprio sangue. Ninguém jamais assinou um documento dessa maneira!

Segundo os requisitos necessários para a justificação do crime contra a justiça de Deus, Jesus precisava se manter totalmente íntegro e depois entregar sua vida por completo em sacrifício para estabelecer esse novo acordo; passados três dias de seu sepultamento sem que seu corpo tenha sofrido degeneração, o Pai Criador validou a aliança na dimensão eterna ressuscitando a Jesus e levando-o de volta para lá, entregando-lhe todo o poder nos céus e na terra. Em particular, o poder que foi dado a Cristo na terra foi o mesmo dado a Adão no início - Adão reinava sobre a terra com toda a soberania, e assim esse mesmo empoderamento foi dado ao Filho do Homem.

Agora, um ser humano, que é Jesus homem, está novamente representando toda a humanidade DENTRO DO REINO DE DEUS, garantindo o cumprimento do acordo gratuito de justificação para todos que o ACEITAREM.

As informações sobre o Reino de Deus contidas neste texto são verdadeiras e confiáveis; elas estão acessíveis para todos no Novo Testamento da Bíblia Sagrada cristã.

miss. Oriana Costa


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo(a) ao Blog Sala Gospel. Sua mensagem será avaliada e se obedecer aos critérios de boa conduta será postada em breve. Agradecemos a compreensão.

O batismo de Jesus - Considerações sobre Mateus capítulo 3 - parte 2

Novo texto em construção. Aguardem a postagem! 😉👍🏻